Bicicletada - MUITOS CARROS A MENOS!

quinta-feira, 5 de março de 2009


Apesar do trânsito infernal, das ruas violentas, da prepotência e agressividade reinantes, dos acidentes com mortes, do descaso total das autoridades públicas e da alienação dos responsáveis por gerir o tráfego, o número de pessoas que resolvem investir na bicicleta como transporte urbano - e se dão bem com ela - está aumentando! E não só porque a bicicleta é mais prática para distâncias curtas, não gasta muito espaço, economiza muito dinheiro de combustível e impostos, não paga estacionamento, gera mais sociabilidade com outras pessoas no trânsito, exercita coração, pulmões e músculos e enche as pessoas de endorfinas geradoras de alegria. Não só por isso. Mas também pela comunidade de ciclistas que está se formando, todos trocando idéias, roteiros e dicas, apoiando-se, encontrando-se, formando grupos, criando amizades, interconectando afinidades.

A tragédia da situação é que aparentemente as pessoas precisam conhecer a fundo as bicicletas para começarem a entender que todas elas têm uma magia especial, e com isso aprenderão a parar de tratá-las e a seus ocupantes com a mesma lógica socialmente viciada que chegou ao ponto extremo de tornar o simples ato de dirigir moralmente questionável em certas circunstâncias. A cultura de massa do automóvel alçou-o a símbolo de status supremo do consumismo sem noção e da escravidão à moda. Bicicleta, porém, se é para ser símbolo, há de ser de uma opção de vida saudável e feliz; de uma escolha individual inteligente e liberta da mentalidade estúpida de manada; de uma consciência social desenvolvida.

Na grande maioria das cidades brasileiras, ciclovia ainda é um delírio, promessinha de político demagogo e discurso vazio de pseudo-urbanista. A luta para alcançarmos um objetivo como a construção de um espaço reservado a ciclistas em nossa cidade vai ser árdua e provavelmente bem demorada.

E mesmo que esse objetivo não se concretize, os ciclistas querem mais que um espaço físico... Os ciclistas querem respeito. Separá-los em vias próprias não é o suficiente. A nossa grande rede viária, o aumento no volume de tráfego, a topografia e os custos de construção impedem que se monte uma rede de ciclovias razoável em curto tempo. O problema mais básico não é estrutural. Afirmo: é um problema de atitude, de humanidade. Se eu precisar andar de bicicleta na rua, vou querer fazer isso agora, independentemente das obras viárias. E enquanto esperamos pela construção de uma ciclovia, lutamos para agregar cada vez mais ciclistas ao nosso movimento/passeio/manifestação.

O número de pessoas de cabeça aberta está aumentando, apesar do desestímulo da sociedade automobilística ao uso da bicicleta como algo além de brinquedo de parque. Em países mais civilizados existe a ciclofaixa ou faixa compartilhada, que funciona porque as pessoas não tentam assassinar umas às outras usando seus veículos como armas. Precisamos construir uma sociedade humana, e não uma sociedade motorizada!

Bicicletada Natal

foto: Fábio Farias

Chame seus amigos e junte-se a nós!

VENHA PEDALAR NA PRÓXIMA BICICLETADA!

Dia:
Último domingo do mês.
Hora: Concentração às 15h e saída às 16h.
Local: Nos encontramos em frente ao CEFET (Salgado Filho).
Intinerário: Decidido em grupo no dia.

2 comentários:

Taoan disse...

Great! ;D

Bicicletada Natal disse...

mané "great" oO

Ótimo! o/

 

FACEBOOK

Quando acontece?

Quando: toda última sexta-feira do mês.
Onde: concentração no IFRN, Salgado Filho.
Horário: a partir das 19 horas e saída as 19:30hs.

O roteiro (suscetível a alterações a qualquer tempo) é definido no ato da concentração.

Qualquer um pode participar, não importa o sexo ou a bicicleta, não fazemos competição, não fazemos só um passeio, fazemos ciclopasseata, cicloativismo, paramos em sinais, abrimos faixas, cartazes, panfletamos, conversamos com motoristas e nos divertimos muito assim, promovendo a bicicleta na cidade.

Então, chame seus amigos e junte-se a nós!
Leve faixas, cartazes, placas, personalize sua bike, ou seja, use sua criatividade para transmitir à cidade nossos ideias.
A participação é livre e gratuita, venham para somar.

É desejável o uso de equipamentos de segurança como capacete e luzes sinalizadoras.

Menores de idade somente acompanhado de um responsável.

Pense a respeito

"Não é demonstração de saúde ser bem ajustado a uma sociedade profundamente doente". - Krishnamurti

"Nunca duvide que um pequeno grupo de pessoas motivadas e comprometidas possa mudar o mundo" - Margaret Mead

"Posso não conseguir mudar o mundo, mas vou me divertir tentando" - Anônimo

"Precisamos em Natal na verdade, é de Mobilidade Humana" - Milena Trigueiro

"Bicicletada Natal, não é um grupo de passeio, é um estado de espírito" - Clebson Melo

Sem Ciclos

Sem Ciclos
É um blog desenvolvido pela Bicicletada Natal/RN para catalogar os acidentes envolvendo ciclistas no estado. Tem por objetivo argumentar a necessidade da estrutura e da segurança para os ciclistas, de forma que entada-se que o uso da bicicleta está além da diversão e lazer e que para tanto, necessita de políticas que enxerguem a necessidade de trabalhar esse modal em todos os seus aspectos. Sabe de alguma ocorrência de acidente com ciclista? Informe-nos aqui.