Por que ciclista não pode pegar ônibus e depois sair pedalando?

quarta-feira, 2 de junho de 2010

A.
Saindo de casa, normalmente temos alguns metros até a parada de ônibus. Para curtas distâncias, não há veículo mais eficiente e sustentável do que a bicicletada; rápida, suave, saudável, sobre duas rodas alguns metros são gostosos de pedalar. Então, por que não podemos fazer isso, estar com nossa bicicleta, que amplia nossos horizontes, e ao mesmo tempo usufruir do sistema coletivo de transporte?

 (Suporte para bicicletas nos ônibus de Bagé-RS)

Além do mais, é importante lembrar que quando fazemos as viagens mais longas na bike e alguma coisa acontece com ela (pneu furou e não tem como consertar) e precisamos levá-la de volta, ter um ônibus a disposição é muito melhor do que ter que arrastá-la até em casa.

Algumas cidades já estão dando esse passo essencial de integração entre os meios de transporte, facilitando o tráfego, possibilitando uma maior fluidez das pessoas e agilizando os deslocamentos urbanos. Para saber mais, continue lendo...



Ônibus com suporte para bicicletas começam a circular em duas cidades (09/04/2010)

Em Bagé, serviço já entrou em operação

Na cidade de Bagé (RS), um ônibus com um rack dianteiro para carregar duas bicicletas por vez já está em operação desde o início dessa semana. A reportagem diz que leva apenas 15 segundos para prender a bicicleta no rack.

O gerente da empresa acha que o ciclista vai embarcar nesse ônibus para ir passear na ciclovia: “de repente, as pessoas querem ir pedalar na ciclovia e pegam o ônibus para chegar até lá”. Afinal, é pra isso que serve ciclovia, né? E é pra isso que as pessoas usam bicicleta: pra passear na ciclovia… Apesar de bem intencionado, ele ainda vê a questão por detrás do parabrisa do carro.

Já o trabalhador que usa a bicicleta foi mais realista: “O pneu da minha bicicleta fura muito. Agora, é só botar no suporte do ônibus, não preciso ir empurrando até em casa.” 
(ônibus com suporte para bicicleta em São Paulo. Foto: Luis. F. Gallo - mais fotos, aqui.)

Em São Paulo, testes no próximo fim de semana

Na capital paulista, sistema semelhante começará a ser testado no dia 17 [Abril]. Segundo a SPTrans, prender a bicicleta no rack é uma operação que deve levar cerca de um minuto. Ela será então travada pelo motorista, para evitar roubos.

As linhas que participarão do teste não foram divulgadas. O serviço funcionará “apenas aos finais de semana e em poucas linhas que passem por parques”. Claro, afinal é para isso que serve bicicleta: para pedalar dentro de parque no final de semana…

Uso maior da bicicleta é para trabalho

Segundo dados da Abraciclo (Associação Brasileira de Fabricantes Bicicletas, Motocicletas e similares), cerca de 77% das bicicletas utilizadas por adultos são usadas como meio de transporte. Sem contar que as que são utilizadas para lazer muitas vezes passam meses encostadas sem circular.

E a pesquisa Origem/Destino realizada pelo Metrô-SP em 2007 mostrou que 70% das 304 mil viagens diárias de bicicleta eram para ir ao trabalho. O uso para lazer foi declarado em apenas 4% das respostas.

Por isso é mais do que pertinente a frase do André Pasqualini, do Instituto CicloBR, na matéria do Estadão: “os testes deveriam ser feitos com quem utiliza as bicicletas para trabalhar, que é a maioria dos deslocamentos”.

fonte: http://blig.ig.com.br/freeride/2010/04/09/onibus-com-suporte-para-carregar-bicicletas-comeca-a-circular-em-duas-cidades/

Em Santa Cruz do Sul-RS os ônibus também já estão equipados (03/05/10):


fonte: http://www.bikenamidia.com/site/?p=2487

Metrôs também podem levar bicicletas 

 (Vagão especial para bicicletas no metrô intermunicipal da grande Recife. Detalhe é que a bicicleta só é permitida nos fins de semana e feriados. Fonte: http://pedalandoeolhando.blogspot.com/2009/08/no-metro-bicicleta-agora-pode-o-que.html)
.
DF (14/05/2008)
Os trens do metrô do DF terão que destinar, no último vagão, espaço suficiente para o ciclista transportar ao seu lado uma bicicleta. É o que determina o projeto de lei 837/08, do deputado Rôney Nêmer (PMDB), aprovado hoje em segundo turno e redação final, na sessão ordinária. Foram 15 votos favoráveis e nenhum contrário.

De acordo com a proposta, cada trem deverá transportar, no máximo, cinco bicicletas. O projeto segue agora para sanção do governador. E, segundo o autor, tem o objetivo de assegurar aos ciclistas o direito de utilizarem aquele veículo de transporte, em trechos interligados pelo metrô, facilitando a integração do transporte modal e proporcionando a redução da poluição atmosférica.

fonte: http://www.cl.df.gov.br/cldf/noticias/metro-tera-que-transportar-bicicletas-no-ultimo-vagao

(Bicicleta no metrô de São Paulo)

SP (22/02/2007)
O transporte de bicicletas nas composições do Metrô de São Paulo está autorizado aos sábados, das 15h às 20h, e aos domingos e feriados, das 7h às 20h, a partir do próximo sábado (24). Embora a medida facilite o acesso dos esportistas a parques e ciclovias, ela ainda não incentiva o uso diário da bicicleta como meio de transporte.

De acordo com as regras do Metrô, as bicicletas só poderão entrar no último vagão, que estará assinalado com um adesivo no piso da plataforma, e deverão ser transportadas sempre ao lado do corpo.

Pessoas sem bicicletas são prioridade no momento do embarque; e crianças com bicicletas devem estar acompanhadas de adultos.

Não é permitido subir nas bicicletas durante a permanência nas dependências das estações, incluindo em passarelas e rampas.

fonte: http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u132155.shtml

Belo Horizonte
Bicicletas não são permitidas nos vagões. Mas há bicicletários nas estações São Gabriel e Eldorado, num total de 140 vagas. O “estacionamento” é gratuito e funciona das 5h15 às 23h. Leve cadeado e corrente. Informações: (31) 3250- 4054 e www.metrobh.gov.br 

Porto Alegre
Bicicletas permitidas nos vagões de segunda a sábado, das 9h30 às 11h, das 14h às 16h e das 21h às 23h20; domingos e feriados, das 5h às 23h20; bikes barradas em dia de jogo de futebol. Embarque no segundo carro. Informações: (51) 2129-8477 e www.trensurb.gov.br 

Recife
A companhia de metrô da cidade, CBTU/ Metrorec, promete liberar o acesso de bicicletas no metrô aos sábados, após 14h, domingos e feriados, das 5h às 23h, a partir do segundo semestre de 2008. O embarque será no primeiro carro. Informações: (81) 2102-8500 e www.metrorec.com.br 

Rio de Janeiro
Bicicletas permitidas apenas no último vagão, com entrada em qualquer uma das 33 estações das linhas 1 e 2 do Metrô Rio, somente aos domingos e feriados, das 7h às 23h. Na saída das estações Cantagalo, Arcoverde e Siqueira Campos, há bicicletários gratuitos, com 23, 12 e 11 vagas, respectivamente – mas o metrô não se responsabiliza pelas bikes. Leve cadeado e corrente. Informações: 0800-595-1111 e www.metrorio.com.br 

São Paulo
Permitida a entrada de quatro bicicletas por trem, aos sábados, das 15h às 20h, domingos e feriados, das 7h às 20h. Embarque no último carro, no local sinalizado. Na estação Guilhermina-Esperança (Linha 3-Vermelha), há um bicicletário com 100 vagas. O serviço é gratuito e funciona diariamente, das 6h às 21h. Leve cadeado e corrente e documento de identificação para o cadastro. Informações: 0800-7707722 e www.metro.sp.gov.br 

TREM
Os trens que permitem a circulação de bicicletas nos vagões e possuem locais para guardá-las.

Mauá, SP
Ao lado da estação Mauá, há um bicicletário com 1700 vagas (serão 2 mil em breve). Integrantes da Associação dos Condutores de Bicicletas do Município de Mauá (Ascobike) pagam uma mensalidade de 10 reais. Para os não-associados, a diária custa 1 real. Leve cadeado e documento de identificação para cadastro. Informações: (11) 3439-1354.

São Paulo
Permitido entrar com bicicleta no trem aos sábados, das 15h às 20h, domingos e feriados, das 7h às 20h. Embarque no último vagão. Bicicletários gratuitos em 11 estações, abertos nos dias úteis e fins de semana: das 6h às 21h nas estações Caieiras (65 vagas), Itapevi (70 vagas), Pinheiros (90 vagas), Jurubatuba (255 vagas), Autódromo (255 vagas), Primavera-Interlagos (250 vagas), Grajaú (180 vagas) e Itaim Paulista (256 vagas); das 5h às 21h nas estações USP Leste (270 vagas), Comendador Ermelino (200 vagas) e Jardim Helena-Vila Mara (248 vagas). Leve cadeado e documento de identificação para cadastro. Informações: 0800-0550121.


fonte: http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/cidade/conteudo_299247.shtml

3 comentários:

Ulrich disse...

Legal, parabens pelo Blog de vocês!

Bicicletada Natal disse...

Valeu, Ulrich! Valeu Pedale Piauí!

obrigado por linkar o blog da Bicicletada Natal. Vamos fazer esta rede de informações e pessoas interessadas em melhorar o dia-a-dia de todos e construir novas alternativas para os vícios modernos.

E todos os ciclistas, o que achariam se pudessem ir pedalar e voltar de ônibus? Ou então integrar os dois meios de transporte?

fabiano disse...

Apesar de odiar buzão, é interessante. Isso demonstra o empenho desta cidade em promover a tão sonhada mobilidade com qualidade.

Viva a bicicleta!!!

\0/\0/\0/

 

FACEBOOK

Quando acontece?

Quando: toda última sexta-feira do mês.
Onde: concentração no IFRN, Salgado Filho.
Horário: a partir das 19 horas e saída as 19:30hs.

O roteiro (suscetível a alterações a qualquer tempo) é definido no ato da concentração.

Qualquer um pode participar, não importa o sexo ou a bicicleta, não fazemos competição, não fazemos só um passeio, fazemos ciclopasseata, cicloativismo, paramos em sinais, abrimos faixas, cartazes, panfletamos, conversamos com motoristas e nos divertimos muito assim, promovendo a bicicleta na cidade.

Então, chame seus amigos e junte-se a nós!
Leve faixas, cartazes, placas, personalize sua bike, ou seja, use sua criatividade para transmitir à cidade nossos ideias.
A participação é livre e gratuita, venham para somar.

É desejável o uso de equipamentos de segurança como capacete e luzes sinalizadoras.

Menores de idade somente acompanhado de um responsável.

Pense a respeito

"Não é demonstração de saúde ser bem ajustado a uma sociedade profundamente doente". - Krishnamurti

"Nunca duvide que um pequeno grupo de pessoas motivadas e comprometidas possa mudar o mundo" - Margaret Mead

"Posso não conseguir mudar o mundo, mas vou me divertir tentando" - Anônimo

"Precisamos em Natal na verdade, é de Mobilidade Humana" - Milena Trigueiro

"Bicicletada Natal, não é um grupo de passeio, é um estado de espírito" - Clebson Melo

Sem Ciclos

Sem Ciclos
É um blog desenvolvido pela Bicicletada Natal/RN para catalogar os acidentes envolvendo ciclistas no estado. Tem por objetivo argumentar a necessidade da estrutura e da segurança para os ciclistas, de forma que entada-se que o uso da bicicleta está além da diversão e lazer e que para tanto, necessita de políticas que enxerguem a necessidade de trabalhar esse modal em todos os seus aspectos. Sabe de alguma ocorrência de acidente com ciclista? Informe-nos aqui.